Na Praça dos Girassóis

   O que você faria se visse um fantasma? E se fossem três? E se fossem músicos? E se os três fossem totalmente atrapalhados e não largassem do seu pé? “Na Praça dos Girassóis” é uma comédia musical que, no compasso de ritmos empolgantes, conta a história do intercambio entre os vivos e aqueles que já cruzaram a fronteira da morte através dos tempos. Desde o homem das cavernas desenvolvendo suas primeiras impressões sobre o mundo extrafísico até o incidente das Irmãs Fox (que abriu uma discussão global sobre a comunicabilidade com os espíritos).

     Como pano de fundo temos o romance de Diderot, um fotógrafo indigente que mora na praça e tem como único bem uma velha câmera, e Coralina, uma vendedora de flores pra lá de atrapalhada que despreza o pobre fotógrafo pela fama de louco que ele carrega. Mas Diderot não é louco. Todos acreditam que o coitado tenha perdido porque vê espíritos e conversa com eles.

     E são esses espíritos alegres, músicos mascarados de uma antiga bandinha carnavalesca de meado do século passado, que explicarão para o jovem fotógrafo o que é a mediunidade e o sério compromisso que ela representa.